Advertisement

Accessibility at University Campus in Historical Center

  • Danillo Crúz de Almeida
  • Larissa Scarano Pereira Matos da Silva
  • Carla Fernanda Barbosa Teixeira
  • Rubens Luiz da Silva Santos
Conference paper
Part of the Advances in Intelligent Systems and Computing book series (AISC, volume 824)

Abstract

Brazilian legislation, through its Federal Constitution, guarantees to every citizen the right to “come and go” and the right of access to education. Surfing in the legal framework, Brazilian laws and norms ensures a portion of the vacancies in higher public education for a disabled person, as well as, reserves to this public 1% of the vacancies in the board of employees in companies, public or private, with more than one hundred employees, as also minimum dimensions necessary for the use of physical spaces. On the other hand, it is understood that many environments are not accessible and consequently prevent an enjoyment of such rights. It is understood that the university is an environment of vocational training of architects and urban planners and, for this reason, should be seen as a inclusive environment reference. This article presents a study on the campus of the Federal University of Sergipe located in Laranjeiras, a city of great historical and touristic importance to the state of Sergipe and to the whole of Brazil, and where is headquartered the graduation course of architecture and urbanism.

Keywords

Accessibility Historical center Public university 

References

  1. 1.
    IBGE (2010) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico de 2010Google Scholar
  2. 2.
    Brasil (1988) Constituição da República Federativa do Brasil. Senado Federal: Centro Gráfico, Brasília, DFGoogle Scholar
  3. 3.
    Dischinger M, Bins Ely VHM, Piardi SMDG (2012) Promovendo a acessibilidade nos edifícios públicos: Programa de Acessibilidade às Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida nas Edificações de Uso Público. Florianópolis: MPSCGoogle Scholar
  4. 4.
    Associação Brasileira De Normas Técnicas (2016) NBR 16537: Acessibilidade – Sinalização tátil no piso – Diretrizes para elaboração de projetos e instalação. ABNT, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  5. 5.
    Brasil (2000) Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critério os básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Publicado no Diário Oficial da União de 20 de dezembro de 2000. BrasíliaGoogle Scholar
  6. 6.
    Brasil (2004) Decreto nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004. Regulamenta as Leis nos 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Publicado no Diário Oficial da União de 03 de dezembro de 2004. BrasíliaGoogle Scholar
  7. 7.
    Oliveira ASDAd (2006) Acessibilidade Espacial em Centro Cultural: estudo de casos. Florianópolis, 213 p. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) Programa de Pós-graduação, UFSCGoogle Scholar
  8. 8.
    Silva LSPMd (2014) Acessibilidade Físico-Espacial em Hospital Público na Percepção do Usuário com Deficiência: Estudo de Caso nas Áreas Externas e Acessos de Hospital Universitário em João Pessoa-PB. 131p. Dissertação (Metrado em Arquitetura e Urbanismo) – Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal da Paraíba, João PessoaGoogle Scholar
  9. 9.
    Duarte CRdS, Cohen R (2004) Afeto e Lugar: a Construção de uma Experiência Afetiva por Pessoas com Dificuldade de Locomoção. In: Anais do Seminário Acessibilidade no Cotidiano. Versão em CD, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  10. 10.
    Associação Brasileira de Normas Técnicas (2015) NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. ABNT, Rio de JaneiroGoogle Scholar
  11. 11.
    Reis RSd (2015) Acessibilidade a Edifícios Históricos de Interesse Turístico por Pessoas com Mobilidade Reduzida: um estudo de exemplos representativos situados na Rota Acessível do Centro Histórico de Salvador, 187 p. Dissertação (Metrado em Arquitetura e Urbanismo) – Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal da Bahia, SalvadorGoogle Scholar
  12. 12.
    Nogueira AD, Silva EDd (Org) (2009) O despertar do conhecimento na colina azulada: a Universidade Federal de Sergipe em Laranjeiras. v.2. Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SEGoogle Scholar

Copyright information

© Springer Nature Switzerland AG 2019

Authors and Affiliations

  1. 1.Universidade Federal de SergipeLaranjeirasBrazil
  2. 2.Universidade Federal da BahiaSalvadorBrazil

Personalised recommendations