Advertisement

Arts Education in Portugal: National Curricula and Emancipatory Projects

  • Pedro AbrantesEmail author
  • Lígia Ferro
  • João Teixeira Lopes
  • Luísa Veloso
  • Maria de Assis Swinnerton
Chapter
Part of the Yearbook of the European Network of Observatories in the Field of Arts and Cultural Education (ENO) book series (ENOS)

Abstract

This chapter addresses the role played by arts education in the promotion of citizenship and human development, in the framework of the United Nations 2030 Agenda for Sustainable Development. Taking the Portuguese education system as a case study, we describe how arts education has been conceived in the national school curricula from the 1960s until today. We then discuss three emancipatory projects of arts education.

Keywords

Arts education Cultural diversity Portugal Human development National school curricula Emancipatory projects of arts education 

References

  1. ———. 2011. Educação artística em Portugal: entre a tradição e a ruptura. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG 1 (1): 26–36.Google Scholar
  2. ———. 2013. Music literacy for enhanced citizenship: What public schools can do for us. In Changing the world: Social, cultural and political pedagogies in civic education, ed. Magdalena Campión et al., 85–101. Krakow/Viana do Castelo: Universidade Estadual de Campinas.Google Scholar
  3. Abrantes, Pedro. 2008. Os Muros da Escola: Distâncias e Transições entre Ciclos de Ensino. Dissertação de Doutoramento. Lisboa: ISCTE-IUL.Google Scholar
  4. Booth, Eric. 2009. Thoughts on seeing El Sistema. Teaching Artist Journal 7 (2): 75–84.CrossRefGoogle Scholar
  5. Câmara, Maria Margarita. 2007. Contributos da experiência da educação pela arte (1971–1982) para a educação artística em Portugal, Dissertação de Mestrado. Faro: Universidade do Algarve.Google Scholar
  6. de Assis, Maria, Gomes, Elisabete Xavier, Pereira, Judith Silva & Pires Ana Luisa Oliveira, eds. (2017). Spaces between arts and education. Lisboa: FCG. Online https://gulbenkian.pt/descobrir/wp-content/uploads/sites/16/2016/04/10x10_Spaces_between_Art_Education.pdf.
  7. DEB-ME. 2001. Currículo Nacional de Educação Básica: Competências Essenciais. Lisboa: Departamento de Educação Básica/Ministério da Educação.Google Scholar
  8. Eça, Maria Teresa. 2010. A educação artística e as prioridades educativas do início do século XXI. Revista Iberoamericana de Educación 52: 127–146.Google Scholar
  9. Esteireiro, Paulo. 2014. Problemas Centrais da Educação Artística: Reflexões sobre a Atualidade e Desafios para o Futuro. Revista Portuguesa de Educação Artística 4: 95–105.Google Scholar
  10. Ferro, Lígia, Raposo Otávio, Cordeiro Graça, Lopes João Teixeira, Veloso Luísa, Nico Magda, Abrantes Manuel, Abrantes Pedro, Varela Pedro, Bento Ricardo, and Caeiro Tiago 2016. O trabalho da arte e a arte do trabalho: circuitos criativos de artistas imigrantes em Portugal, Lisboa, Observatório das Migrações. Online http://www.om.acm.gov.pt/documents/58428/177157/Estudo_OM58_br.pdf/521e91d4-f875-49cd-ba7a-36a6894c8618.
  11. Grácio, Rui. 1985. Evolução política e sistema de ensino em Portugal: dos anos 60 aos anos 80. In O Futuro da Educação nas Novas Condições Sociais Económicas e Tecnológicas, ed. Evangelista Loureiro, 53–154. Aveiro: Universidade de Aveiro.Google Scholar
  12. Leandro, Cristina. 2015. A Dança Criativa e a Aprendizagem no 1.° Ciclo do Ensino Básico: Contributos de uma abordagem interdisciplinar no Estudo do Meio, no Português, na Matemática e na atitude criativa. PhD thesis. Lisboa: Faculdade de Motricidade Humana.Google Scholar
  13. Marques, Ana Silva. 2012. Dança, Criatividade e Educação Artística: um cruzamento essencial e exequível. Revista Portuguesa de Educação Artística, 2, 59–72.Google Scholar
  14. Meira, Carla. 2015. A Escola Superior de Educação pela Arte e o Contributo do Dr. Arquimedes da Silva Santos. Lisboa: Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.Google Scholar
  15. Mónica, Maria Filomena. 1978. Educação e Sociedade no Portugal de Salazar. GIS/Editorial Presença: Lisboa.Google Scholar
  16. Mota, Graça, and João Teixeira Lopes [ORGS] 2017. Crescer a tocar na Orquestra Geração: contributos para a compreensão da relação entre música e inclusão social. Vila do Conde: Verso da História.Google Scholar
  17. Moura, Margarida, and Maria João Alves. 2016. O Lugar da Dança no Sistema Educativo Português. Revista Portuguesa de Educação Artística 6 (1): 7–24.Google Scholar
  18. Nóvoa, António. 1994. A educação portuguesa: 1945–1992. In Educación Ibero-Americana: 500 Anos, ed. Claudio Lozano. México: Garcia Valadés.Google Scholar
  19. Penin, Lígua. 2000. Da disciplina do traço à irreverência do borrão: o currículo de desenho e de trabalhos manuais no ensino liceal, os discursos, as identidades e os sujeitos entre 1936 e 1972. Master’s Dissertation. Lisbon: University of Lisbon.Google Scholar
  20. Pintassilgo, Joaquim. 2007. História do currículo e das disciplinas escolares: balanço da investigação portuguesa. In A História da Educação em Portugal: balanço e perspectivas, ed. Joaquim Pintassilgo, Luís Alberto Alves, Luís Grosso Correia, and Margarida Felgueiras, 111–146. Porto: ASA.Google Scholar
  21. Pires, Ana Luísa de Oliveira, Gomes, Elisabete Xavier, and Gonçalves, Teresa N.R. 2017. Reinventing spaces between art and education genesis, development and main conclusions of the research project. In de Assis, Maria, Gomes, Elisabete Xavier, Pereira, Judith Silva & Oliveira, Pires Ana Luisa, eds. Spaces between arts and education. Lisboa: FCG, pp. 91–116. On line https://gulbenkian.pt/descobrir/wp-content/uploads/sites/16/2016/04/10x10_Spaces_between_Art_Education.pdf.
  22. Raposo, Maria Eugénia. 2004. A construção da pessoa: Educação artística e competências transversais. PhD Thesis. Lisboa: Universidade de Lisboa.Google Scholar
  23. Reis, Cláudia. 2012. A importância da Educação Artística no 1° Ciclo do Ensino Básico: conceção, implementação e avaliação do Projeto Tum-Tum. Master Thesis. Lisboa: Universidade Aberta.Google Scholar
  24. Ribeiro, António José Pacheco. 2013. O ensino da música em regime articulado: projeto de investigação-ação no Conservatório do Vale do Sousa. PhD Thesis. Braga: Universidade do Minho.Google Scholar
  25. Rodrigues, José Alberto, and António Moreira. 2012. EVTux: Uma Distribuição Linux para a Disciplina de EVT e para as Artes. Revista Portuguesa de Educação Artística 2 (1): 95–105.Google Scholar
  26. Santos, Cristiano Carvalho dos. 2016. Educação e Arte no Contexto Escolar: Práticas e Percepções da Escola Artística António Arroio. Master Thesis. Lisboa: Instituto Universitário de Lisboa, ISCTE-IUL.Google Scholar
  27. Silva, António. 2014. Adolfo Lima e a Introdução do Teatro Escolar Educativo em Portugal. Revista Portuguesa de Educação Artística 4: 65–74.Google Scholar
  28. Sousa, Alberto B. 2003. Educação pela Arte e Artes na Educação. Lisboa: Edições Piaget.Google Scholar
  29. Teodoro, António. 2001. A Construção Política da Educação: Estado, Mudança Social e Políticas Educativas no Portugal Contemporâneo. Porto: Edições Afrontamento.Google Scholar
  30. Valquaresma, Andreia, and Joaquim Luís Coimbra. 2013. Criatividade e educação: a educação artística como o caminho do futuro? Educação, Sociedade & Culturas 40: 131–146.Google Scholar
  31. Vieira, M. Helena. 2009. O desenvolvimento da vocação musical em Portugal. O currículo como factor de instabilidade e desmotivação. In Actas do X Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia, 530–537. Braga: Universidade do Minho.Google Scholar
  32. Wenger, Étienne. 2006. Communities of practice. A brief introduction. Communities of practice. http://wenger-trayner.com/introduction-to-communities-of-practice.

Copyright information

© Springer Nature Switzerland AG 2019

Authors and Affiliations

  • Pedro Abrantes
    • 1
    Email author
  • Lígia Ferro
    • 2
  • João Teixeira Lopes
    • 2
  • Luísa Veloso
    • 3
  • Maria de Assis Swinnerton
    • 4
  1. 1.Departamento de Ciências Sociais e GestãoUniversidade Aberta; CIES-IULLisbonPortugal
  2. 2.Instituto de Sociologia, Departamento de Sociologia, Faculdade de Letras da Universidade do PortoPortoPortugal
  3. 3.ISCTE-IUL, CIES-IUL, Instituto Universitário de LisboaLisbonPortugal
  4. 4.EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação CulturalLisbonPortugal

Personalised recommendations